25/06/2012

Do que se tem feito (e do que não se tem feito)


E em jeito de update, por aqui as novidades não são muitas, embrenhados nas rotinas, nas viagens casa-escolas-trabalho-escolas-casa, nos banhos, nos jantares, nas lides domésticas, no apanhar dos brinquedos…e, quase não sobra tempo, o pouco que resta tem sido mesmo para dormir (uma vez que não dormimos uma noite seguida há 9 meses).
Ou seja, tudo normal, num casal com duas crias pequenas.
Das coisas positivas, temos cumprido, com excepção de alguns dias, com a elaboração da ementa semanal, com as trocas de pontos nas gasolineiras, com o trazer almoço para o trabalho (sendo que falhámos nalguns dias, mas muito poucos),  com o aproveitar de promoções (a última foi das fraldas a 50% no Continente), com o destralhar da casa (é mesmo verdade, que menos tralha é sinónimo de mais tempo e mais poupança), com o regresso às compras on-line (mais uma vez confirmo que poupo bastante dinheiro com este sistema), com o arranjo em massa de legumes oferecidos por vizinhos (que é uma sorte, bem sei), com a compras de café marca Jumbo para a Nespresso (o Miguel tem um post sobre este assunto e eu assim que puder também cá venho opinar).

Das coisas menos boas, posso confessar-vos que nestes últimos 2 meses raramente fiz pão em casa, bolos nem vê-los e a iogurteira continua bem guardada na despensa (se bem que vendo a Anabela, deu-me alento para voltar a fazer iogurtes em casa), temos comido fora mais vezes do que deveríamos (embora algumas vezes com o talão de desconto da Portugália), ainda não conseguimos comprar a arca congeladora (que tanta falta nos faz para os legumes que os vizinhos nos têm dado), a net em casa tem estado praticamente desligada (acho que está na altura de rever o tarifário), as facturas da água, luz e gás têm vindo bem mais altas do que seria desejável e, por fim, a imagem do blog não está bem como gostaria (culpa minha, que tenho a mania de complicar e tenho adiado meter mãos-à-obra e se não fosse a ajuda preciosa aqui do João, isto estava tudo ilegível).

Em fase de organização (da casa e sobretudo, no dia-a-dia), ando a tentar seguir os conselhos da Rita, de forma a ter tempo (de qualidade) para cá estar e, para vos ler.

Até já (assim espero)!


3 comments:

Adriana Salgado disse...

Tudo que disseste no teu post soa-me muito familiar, agora que estou em casa apesar de estar com a minha filha consigo fazer muito mais coisas do que fazia quando trabalhava, mas sei que isso vai acabar. O que me deixa pena é que algumas pessoas de alguns blogs se achem as super mulheres e que afirmem com toda a certeza que quando tiverem filhos vão conseguir fazer tudo o que fazem agora sem eles...ao menos alguém que fala de uma realidade verdadeira e não imaginária na cabeças de algumas pessoas...
Mas hás-de conseguir recuperar com força e paciência!

Dona Taralhoca disse...

Tens andado bem ocupada..lol
Mas é bom "ouvir" noticias.
bjs

tostão disse...

Adriana, acredito que haja algumas mães/mulheres que sejam verdadeiras super-mulheres que conseguem fazer mil e uma coisas...eu cá prefiro fazer o que posso (e o melhor que sei), mas dentro do efectivamente realizável não deixando de dar atenção ao que realmente é importante na minha vida (os miudos, pois claro)
:)

Dona Taralhoca, também é bom estar de volta ;)

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by BloggerCandy.com